24/7 +34 971 607 280 menu
empresa de aluguel de jatos particulares

Peça um orçamento

05-06-2018

Jets privados: quando o tempo vale ouro A aviação de negócios, símbolo de privilégio e lazer, é um instrumento estratégico que pode rentabilizar o seu dinheiro.

A maior flexibilidade, rapidez e disponibilidade possíveis poder-se-ia dizer que estão no céu, mas não precisamente nas companhias de linhas aéreas de voos regulares. A otimização do tempo de viagem e a produtividade resultante do facto de poder reunir-se a bordo só o proporcionam os jets privados, assim como a extraordinária possibilidade de conectar comunidades remotas.

Enquanto em 2017 cerca de 16.000 itinerários Business das linhas aéreas implicavam a realização de três ou mais escalas, perder horas e pernoitar, a aviação privada de negocios oferecia 383 destinos mais (um aumento de 178%) de conexão ponto a ponto que os voos regulares sem escalas da aviação comercial, segundo a Associação Europeia de Aviação de Negócios (EBAA).

Como é possível que estes aviões possam ir “a todo o lado”?

Porque podem descolar ou aterrar desde aeroportos e aeródromos; os aviões comerciais, no entanto, só podem operar em aeroportos. O facto de disporem de informação aeronáutica, oferecerem comodidade aos passageiros e submeterem o seu plano de voo a controlo calculando pontos de abastecimento, leva a que estes aparelhos ofereçam um serviço de transporte aéreo “de ponto a ponto” em 4.000 aeródromos na Europa, em contraposição a apenas 350 aeroportos comerciais. Os trâmites de segurança e aduaneiros são mais rápidos e sem congestionamentos no voo; pelo que, ao tempo ganho acresce o apelo de conhecer novos ambientes. Apesar de o preço ser alto o factor experiência é único; além disso, transportar uma grande equipa de pessoas de uma só vez garante a excelência logística em eventos importantes, pelo que adquirir bilhetes em voos de companhias de linha regular pode sair pelo mesmo preço e requerer maiores esforços de coordenação. Tudo isso acrescido ao factor diversão explica que em 2017 se tenham registado 700.000 movimentos de aviões de negócios só na Europa, tendo o dia de Natal atingido o número mais alto.

Nem todos os jets privados são iguais e o seu preço varia consideravelmente em proporção a interiores de luxo e outras características. Mas a verdade é que desde o Cessna ao Falcon, todos oferecem conforto e exclusividade.

Em 2017, segundo afirma Richard Kow, diretor-geral da empresa analista de atividade aérea WINGX Advance GmbH, os voos da aviação privada de negócios cresceram cerca de 10% na Europa devido a um ambiente de crescimento mas também devido ao seu valor comparativo: permitem poupar o máximo de tempo possível.

Aviões privados de negócios mais populares em 2017. Fonte: WINGX

dassault falcon 2000 jet privado empty leg

cessna latitude jet privado empty leg

legacy 600 jet privado empty leg

 

Para mais informação sobre jatos particulares, visite nosso Guia:

jatos privados guia empty leg

Peça informações sem compromisso